Deputado Paulo Cezar Martins volta a se posicionar contrário a contribuição do agronegócio

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O deputado Paulo Cezar Martins (PL) ocupou a tribuna do plenário Iris Rezende Machado durante o Pequeno Expediente da sessão ordinária híbrida desta quarta-feira, 23, e disse estar se preparando, segundo ele, para exercer o sexto mandato na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). O parlamentar obteve 37.638 votos nas eleições de outubro deste ano e foi reeleito como o 13º mais votado, com 1,09% dos votos válidos.
Paulo Cezar diz honrar o respeito que o povo tem outorgado a ele e que está exercendo o mandato com postura ilibada. “Sempre procuro fazer aquilo que é importante para atuar nessa Casa. Sou homem simples, pedreiro, pai de dois filhos e de postura ilibada”, argumentou o deputado.
Ao concluir seu pronunciamento, Paulo Cezar Martins voltou a se posicionar de forma contrária aos projetos que instituem taxação sobre o setor do agronegócio e defendeu que colegas do Parlamento goiano também sejam contrários às matérias da Governadoria.
O projeto de lei nº 10803/22 visa criar o Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra) na Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). Já a proposição de nº 10804/22 tem o objetivo de alterar a Lei nº 11.651, de 26 de dezembro de 1991, que institui o Código Tributário do Estado de Goiás (CTE), a Lei nº 13.194, de 26 de dezembro de 1997, e a Lei nº 13.453, de 16 de abril de 1999, que tratam de matéria tributária. Conforme a propositura, o objetivo é instituir contribuição facultativa a um fundo destinado a investimento em infraestrutura.
 

0 Shares
You May Also Like