Disponível manual da redação do Enem 2022

0 Shares
0
0
0
0
0
0

No dia 13 de novembro, primeiro dia de aplicação das provas do Enem 2022, além da redação, os candidatos ainda responderão questões dos cadernos de Linguagens e Ciências Humanas. Com o objetivo de ajudar os estudantes na elaboração textual da única parte dissertativa do Exame, foi disponibilizada a Cartilha do Participante para a redação do Enem 2022.

A cartilha traz exemplos de redações nota 1.000 da última edição do exame, com comentários que analisam as escolhas textuais. O exemplar também esclarece como deve ser a estrutura da redação e informa qual é a metodologia da correção da prova. Para ter acesso ao manual, basta clicar aqui.

De acordo com a cartilha, para obter um bom desempenho, os participantes deverão escrever um texto dissertativo-argumentativo, com no máximo 30 linhas, fundamentado no contexto da situação-problema proposta nos textos motivadores ─ textos de apoio (gráficos, charges, mapas, propagandas, obras de arte etc.) ─ e no conjunto de informações constituído ao longo da sua formação. Os participantes deverão ponderar sobre o assunto em questão e desenvolver uma proposta de intervenção, sendo uma possível solução para o problema citado.

As redações do Enem 2022 serão corrigidas por dois avaliadores e em caso de divergência de pontuação entre eles, fora dos parâmetros estabelecidos, um terceiro avaliador realizará a correção. Os profissionais selecionados para essa etapa atendem a critérios de formação. A correção é feita com base nas cinco competências, isto é, os tópicos que são previstos na redação do participante. Cada competência é avaliada de 0 a 200, sendo possível ao participante totalizar nota 1.000 na elaboração textual caso obtenha nota máxima em todas elas.

Confira as competências:

Competência 1: Ter domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.
Competência 2: Compreender a proposta da redação e utilizar conceitos de diferentes áreas do conhecimento para o desenvolvimento do tema.
Competência 3: Saber selecionar, relacionar, organizar e interpretar fatos, opiniões e argumentos para defender um ponto de vista.
Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a argumentação.
Competência 5: Elaborar uma proposta de intervenção que respeite os direitos humanos.

Fique atento para não zerar redação

Os participantes da Enem precisam ficar atentos, pois fuga total ao tema; texto que não seja dissertativo-argumentativo; prova em branco (mesmo que o participante tenha feito a redação no rascunho); textos que tenham até 7 linhas manuscritas ou 10 linhas, no caso, de ser em braile; cópia dos textos da prova de redação ou do caderno de questões sem que haja pelo menos oito linhas de produção própria do participante; ofensas; xingamentos; desenhos ou outras tentativas propositais de anulação; sinais gráficos ou números que não tenham função no texto; parte que esteja desconectada do tema proposto; assinatura; rubrica ou qualquer identificação fora do local específico; texto que tenha predominância de língua estrangeira e texto ilegível podem zerar sua redação.

O que é permitido e proibido nos locais de prova: 

– Permanecer no local de provas sem documento de identificação válido; 

– Perturbar a ordem no local de aplicação das provas; 

– Comunicar-se ou tentar comunicar-se com qualquer pessoa que não seja da equipe de aplicação; 

– Utilizar livros, notas, papéis ou impressos durante a aplicação do Exame; 

– Registrar ou divulgar por imagem, vídeo ou som a realização da prova ou qualquer material utilizado no Exame; 

– Portar ou ingerir bebidas alcoólicas, drogas ilícitas, cigarro e outros produtos derivados do tabaco no local de provas; 

– Não manter aparelhos eletrônicos desligados no envelope porta-objetos lacrado e identificado;

– Deixar que o aparelho eletrônico emita qualquer tipo de som, como toque ou alarme, ainda que dentro do envelope porta-objetos. 

Para conhecer todas as situações que podem eliminar candidatos, confira o item 12 do edital do Enem 2022.

Com informações do Ministério da Educação.

0 Shares
You May Also Like