Distribuidoras de energia reforçam plantão no 2º turno das eleições

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Empresas distribuidoras de energia elétrica anunciaram medidas para prevenir eventuais problemas com o abastecimento durante o segundo turno das eleições gerais, neste domingo (30), quando mais de 156 milhões de eleitores estarão aptos a votar para escolher o presidente da República.

Além do chefe do Poder Executivo federal, os eleitores vão ajudar a definir os governadores de 12 estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

Notícias relacionadas:

Capitais e Distrito Federal terão passe livre para os eleitores.e-Título pode ser baixado ou atualizado até sábado.Apoiadores de presidente eleito poderão ocupar a Paulista domingo.Responsável por atender a cerca de 15 milhões de clientes em 18 estados e mais o Distrito Federal, o Grupo Neoenergia retomou os protocolos preventivos já acionados no primeiro turno, em suas cinco concessionárias: Brasília, Celpe (PE), Coelba (BA), Cosern (RN) e Elektro (SP e MS).

Além de reinspecionar a rede elétrica que abastece os locais de votação e os tribunais e cartórios eleitorais, técnicos do grupo fizeram manutenção preventiva e corretiva nos circuitos elétricos de todas as unidades federativas atendidas pelas distribuidoras. A empresa também afirma ter reforçado as equipes de funcionários que estarão de plantão durante o dia da votação.

Só no Distrito Federal, onde afirma ter reinspecionado cerca de 180 quilômetros da rede elétrica, a Neoenergia garante que aumentará em 38% o número de técnicos plantonistas para evitar ou solucionar o mais rapidamente possível qualquer problema com o fornecimento de energia. Já no Rio Grande do Norte, onde mais de 2,5 milhões de eleitores estão aptos a votar, a Neoenergia Cosern monitorará em tempo real os 1.495 locais de votação de áreas urbanas e rurais.

As três distribuidoras pertencentes à CPFL (Paulista, Piratininga e Santa Cruz) também dispõem de planos especiais de atendimento para garantir o fornecimento a 4.092 locais de votação em 301 cidades de São Paulo, três do Paraná e três de Minas Gerais. O planejamento será colocado em prática já a partir de amanhã (29) e contempla um reforço no número de técnicos de plantão com a orientação de, em caso de necessidade, priorizar os atendimentos aos locais de votação.

Também as empresas que integram o Grupo Equatorial prosseguirão com os procedimentos operacionais estabelecidos antes do primeiro turno. A Equatorial Maranhão, por exemplo, terá 270 equipes à disposição durante todo o dia, inclusive com caminhões de manutenção já posicionados em locais considerados estratégicos. Mesmo número de equipes de colaboradores que a Equatorial Pará planeja distribuir por todo o território paraense.

0 Shares
You May Also Like