Doutorado-Sanduíche no Exterior: seleção vai até 31 de março

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Encerra-se nesta quinta-feira (31/03), o prazo para as instituições de ensino brasileiras indicarem seus candidatos para participar do Programa Institucional de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE). As bolsas serão financiadas pela CAPES, num investimento de até R$ 81,8 milhões. São 1.400 bolsas e o benefício durará de seis a dez meses.

Para participar do PDSE, o candidato deve estar matriculado em curso de doutorado no Brasil, não possuir título de doutor, ter sido aprovado no exame de qualificação ou ter cursado o primeiro ano do doutorado, comprovar proficiência em língua estrangeira e não acumular a bolsa com benefícios para a mesma finalidade de outras agências de fomento.

Ao final dos estudos fora do Brasil, o bolsista deve retornar ao país para a defesa da tese. Os programas de pós-graduação participantes do Programa Institucional de Internacionalização (PrInt) não poderão indicar bolsistas para o PDSE.

Os selecionados pelas instituições devem se inscrever na página do programa de 4 a 25 de abril, até às 17h. Dúvidas em relação ao edital ou dificuldades técnicas deverão ser comunicadas pelo e-mail até dois dias antes do final das inscrições.

Sobre a CAPES

Há 70 anos, a CAPES é um órgão vinculado ao Ministério da Educação que trabalha para formar, com excelência, especialistas nas mais diversas áreas do conhecimento. Com isso, promove o desenvolvimento científico, tecnológico e inovativo no país. A Fundação financia, hoje, 99,6 mil alunos de pós-graduação. Os estudantes recebem bolsas de pesquisa para mestrado, doutorado ou pós-doutorado, no Brasil e no exterior.

Com informações do Ministério da Educação

– LINK Read More

0 Shares
You May Also Like