Ex-relator de medidas que geraram empregos, Wilder propõe regionalização

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O ex-senador e empresário Wilder Morais (PL-GO), candidato a senador por Goiás, defende a regionalização e a retomada de investimentos nas cidades como forma de geração de empregos e desenvolvimento. Este foi um dos temas tratados por Wilder Morais, em entrevista para a rádio Difusora Pai Eterno, na última segunda-feira, 29, durante sabatina. “Vamos trabalhar pela vocação de cada região do Estado”, disse o parlamentar.

Wilder acredita que é necessário mapear vocações de empreendimento e financiamento, traçar pesquisas quantitativas e acertar na solução proposta para cada região. Diferente dos demais candidatos ao Senado, que não têm experiência com desenvolvimento e geração de empregos, Wilder já esteve no Senado e foi fundamental durante o período em que o país se ergueu pós-impeachment e grave crise financeira.

Em 2016, por exemplo, Wilder foi o relator das duas medidas mais importantes do Governo Federal: a Medida Provisória 727, que instituiu o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), e a relatoria da Comissão das Obras Inacabadas.

Destaque do Ano – Na época, a atuação de Wilder foi premiada como Destaque do ano, com vitória expressiva na eleição do Clube de Repórteres Políticos, já que impactou o país com geração de empregos e novos investimentos.

Wilder relatou o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que ajudou o país a criar novas demandas e enfrentar gargalos nos mais variados segmentos econômicos.

Conforme o candidato, a relatoria das obras inacabadas serviu para mostrar as prioridades nos municípios brasileiros e, desta forma, orientar o Governo Federal onde existiam mais chances de perdas para o erário. Na época, Wilder percorreu o Brasil durante um mês com a missão de catalogar e sugerir as intervenções do poder executivo junto aos municípios.

“A retomada de obras aquece a economia, gera empregos, traz melhorias. E se fica parada só produz dengue. Temos que cumprir o princípio da eficiência, que está claro na Constituição. Por isso precisamos voltar a debater a retomada nos municípios. Goiás, por exemplo, tem agora momento propício para voltar a aquecer em várias regiões”, diz.

A escolha de Wilder para comandar estes projetos e relatorias na época foi técnica, já que o empresário é engenheiro civil e reconhecido como um dos maiores especialistas em empreendedorismo do país. Uma das defesas de Wilder Morais é instituir um cadastro de eficiência para que qualquer cidadão possa acompanhar o andamento das obras, fiscalizando, desta forma, o andamento e aporte de recursos públicos.

O ex-senador lembra que diante destes programas é que ocorrem esforços concentrados para geração de empregos nos municípios, uma vez que as obras iniciadas despertam demandas em toda cadeia produtiva.

“Já existe muito o que fazer. Só temos que exercer nossa pressão lá em Brasília, ter livre acesso Brasília, ter livre acesso aos ministérios e apresentar nossos projetos vocacionados para os setores. Quando estive lá, fui eficiente, como mostram os números divulgados. Modéstia à parte, ninguém tem entregas melhores do que eu no período de meu mandato”.

0 Shares
You May Also Like