Força-tarefa das Águas segue com a Funasa avançando no Nordeste

0 Shares
0
0
0
0
0
0

A Força-tarefa das Águas, programa do Governo Federal, com a participação direta da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), segue avançando no Nordeste, onde poços, cisternas, Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (SSAA) e unidades de dessalinização estão sendo entregues a famílias dos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí.

No Ceará já foram autorizadas mais obras de SSAA, que vão beneficiar 5.508 famílias de 54 localidades, distribuídas em 23 municípios do estado, onde o presidente da República, Jair Bolsonaro, ministros, e o presidente da Funasa, Miguel Marques, estiveram em março, na cidade de Quixadá, para o lançamento da Força Tarefa das Águas e entrega de obras para 118 comunidades, de 19 munícipios. “Estamos estruturando e executando vários projetos de SSAA, que vai atingir um total de 128 mil famílias e 650 mil pessoas, com investimento total de R$ 382 milhões apenas este ano. Só na Região Nordeste, inauguramos a implementação de 1,1 mil poços profundos para atender 5,8 mil famílias. Serão investidos ainda, no estado do Ceará, neste ano, mais de R$ 86 milhões, levando água para quase 7 mil famílias. No Rio Grande do Norte foram perfurados e instalados 209 poços em 34 municípios, com previsão de 2015 poços até o fim de 2022, beneficiando 70 mil famílias. No Piauí, em abril, começarão as instalações de poços em 44 municípios”, disse Miguel.

Já no Rio Grande do Norte, mais de 500 poços artesianos foram entregues a famílias de 59 municípios, e até o fim do ano mais 1515 poços serão instalados, totalizado cerca de 350 mil famílias beneficiadas. Um feito que para o superintendente da Funasa no Rio Grande do Norte, Pablo Tatim, significa o maior programa de abastecimento de água da história do estado. “Estamos perfurando e instalando 150 poços por mês, e vamos entregar, a partir de maio, 200 poços distribuídos em todas as regiões do Rio Grande do Norte, alcançando até dezembro os 166 municípios do interior potiguar”, disse o superintendente Tatim, que emendou: “Onde a transposição não chegar, nós chegaremos, e onde estiver um potiguar com sede, lá estará a Funasa”.

A instalação de poços também vai levar água para 3.492 famílias do Piauí, que residem em 105 comunidades, distribuídas em 44 municípios. Para tanto, o início das obras de perfuração e instalação, previstas para este ano, está no aguardo apenas da emissão das ordens de serviço.

As obras que levam água e cidadania, desde 2019, beneficiaram mais de 850 mil pessoas de comunidades mais afastadas, que passaram a ter acesso diário a água, fornecida por poços e sistemas de abastecimento diversos, que eliminaram a dependência dos carros-pipa em locais que até então conviviam com a falta d’água. Para tanto, foram investidos cerca de R$ 1,2 bilhão no setor, sendo R$ 600 milhões a partir de 2019, com entregas já realizadas; e outros R$ 590 milhões que vêm sendo investidos entre 2021 e 2022, com entregas previstas para este ano.

Com informações da Funasa

0 Shares
You May Also Like