Sem categoria

Homenageada com Comenda Berenice Artiaga pede união das mulheres contra a violência de gênero

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Delegada e Superintendente da Polícia Judiciária de Goiás, Ana Cláudia Rodrigues Stoffel, discursou em nome das 79 homenageadas com a Comenda Berenice Artiaga, em sessão solene realizada nesta terça-feira, 30. Ela lembrou do pioneirismo da deputada que deu nome à honraria e pediu que as mulheres se unam na proteção contra a violência. Ana Cláudia Rodrigues Stoffel iniciou sua fala se lembrando que, quando ingressou na Polícia Civil, Adriana Accorsi já era uma referência na instituição. E disse, ainda, que, para ela foi um grande auxílio ter Adriana como um exemplo, porque a missão de ser delegado de polícia não é fácil, mas quando se quer fazer um bom trabalho, é preciso ter boas referências.

Ana Cláudia, que foi uma das indicadas de Adriana Accorsi, para ser homenageada, exaltou a luta de Accorsi pelas mulheres, pela Polícia Civil e, especialmente, contra a violência contra a mulher.

E seguiu afirmando que se sentiu honrada por ter sido escolhida pela colega de profissão para a homenagem, mas que, ainda mais, por falar em nome de todas as homenageadas. “Espero poder honrar a cada uma de vocês”.

A superintendente disse, ainda, da diversidade de condições e profissões das homenageadas, o que para ela, sinaliza que as mulheres estão, verdadeiramente, desempenhando o papel que elas desejam. “Hoje estamos provando que a mulher pode e deve estar onde ela quiser”, afirmou.

Ana Cláudia Stofell revelou que, muitas vezes, questionou a necessidade de um dia da mulher, porque acredita que todos os dias são delas, mas que hoje enxerga a data como um momento de fôlego e de gratidão a todas, por tudo que fizeram e ainda fazem para que as mulheres conquistem seu espaço na sociedade.

Segundo a delegada, a comenda, como uma das altas altas honrarias da Casa e dedicada às mulheres que fazem a diferença, representa um grande reconhecimento: “E nós fazemos diferença”, reiterou.

Ela ainda lembrou do pioneirismo da deputada Berenice Artiaga, que dá nome à comenda, e agradeceu à ex-parlamentar.4
Por fim, Stofell disse do quanto o “cuidar” é o verbo que a mulher mais executa, para que o mundo de todos seja o melhor e o mais doce. E pediu que todas as mulheres estejam cada vez mais unidas em torno da proteção e da luta contra a violência contra elas próprias.

Ela concluiu a fala com o poema “Mulher’, da poetisa goiana Cora Coralina.

0 Shares
You May Also Like