Sem categoria

Horto medicinal da UBS 1 do Lago Norte é reaberto à população

0 Shares
0
0
0
0
0
0

“A gente já viu os resultados. Podemos produzir medicamentos à base de plantas, que vão favorecer e facilitar o emprego desses remédios para a população”

– Manoel Pafiadache, secretário de Saúde

Após seis meses de replantio, o horto da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 do Lago Norte está pronto para voltar a receber a população. Fonte de mais de 100 espécies de plantas medicinais, o local foi reapresentado à comunidade, na terça-feira (29), e poderá ser novamente visitado a partir da próxima semana, nas tardes de quinta-feira.

O secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, esteve no horto na tarde de quarta-feira (30) e exaltou o trabalho dos colaboradores que atuaram na reforma do local. “A gente já viu os resultados. Podemos produzir medicamentos à base de plantas, que vão favorecer e facilitar o emprego desses remédios para a população”, comentou.

O gestor da pasta destacou que o trabalho integrado entre comunidade e servidores é fundamental para a construção de mais hortos. “Vou dar continuidade e apoiar esse tipo de ação”, assegurou.

O horto da UBS 1 passou por replantio e revitalização: pronto para voltar a receber a população | Fotos: Tony Winston/Agência Saúde

Há dois hortos recém-reformados no DF: o da UBS 1 do Lago Norte e o do Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde (Cerpis) de Planaltina. Dois serão reinaugurados em breve: um no Núcleo de Farmácia Viva do Riacho Fundo I e outro na Casa de Parto de São Sebastião. Além desses quatro, a meta é construir 12 novas unidades, contemplando grande parte do Distrito Federal.

Nos hortos, há produção de plantas medicinais fitoterápicas, que são processadas e prescritas a pacientes. Esses espaços são usados tanto por profissionais de saúde quanto pela população e servem como instrumento de ações de educação popular.

As plantas medicinais fitoterápicas produzidas no horto são processadas e prescritas a pacientes

Variedade de espécies

Pitanga, lavanda, camomila, alecrim-do-campo e eucalipto são algumas das espécies cultivadas no horto da UBS 1 do Lago Norte. O médico de família e comunidade Marcos Trajano, referência técnica distrital (RTD) de fitoterapia, fala sobre a função da unidade para a saúde do Distrito Federal. “Esse horto tem, acima de tudo, um papel de educação em saúde”, explicou.

 

0 Shares
You May Also Like