ICMBio publica edital de concessão do parque da Chapada dos Guimarães

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) publicou hoje (26) edital de concessão do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. O projeto foi desenvolvido pela Fábrica de Projetos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o ICMBio, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ministério do Turismo (Mtur), utilizando estudos realizados pelo Consórcio Carcará Parques Brasileiros.

Estão previstos investimentos de cerca de R$ 18 milhões em infraestrutura, além da aplicação de R$ 200 milhões em operação e gestão. O edital prevê ainda a realização de outros investimentos, no prazo de até três anos, incluindo melhorias nos edifícios operacionais, em infraestrutura de lazer e instalações em diversas áreas. O leilão está previsto para ocorrer em 20 de dezembro na B3, em São Paulo (SP).

Notícias relacionadas:

BNDES publica edital para concessão de dois parques estaduais em MG.Serviço Florestal abre consulta para concessão no Amazonas.Consórcio Novo Caracol vence leilão de concessão de parques no RS.Segundo informou o BNDES, por meio de sua assessoria de imprensa, o critério para seleção do concessionário envolve o maior valor de outorga fixa, que é a quantia a ser paga pelos vencedores ao poder público. O vencedor do leilão responderá pelas atividades de apoio à visitação, manutenção e modernização dos serviços turísticos, além de ações de conservação e proteção.

Cerrado

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães está localizado na região do Cerrado de Mato Grosso, no centro geodésico da América do Sul, nos municípios de Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Além do apelo turístico, o parque ajuda a proteger uma importante área remanescente de Cerrado, segundo maior bioma do país.

De acordo com informações do ICMBio, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães possui 32.630 hectares, protege amostras significativas dos ecossistemas locais e assegura a preservação dos recursos naturais e sítios arqueológicos existentes, proporcionando uso adequado para visitação, educação e pesquisa. A área abriga boa parte das nascentes dos grandes rios brasileiros (Paraguai, Araguaia, Tocantins, Juruena-Tapajós e São Francisco). Além da importância hídrica, protege o habitat de espécies ameaçadas de extinção, como o lobo-guará e a onça-pintada.

O parque nacional abriga 659 espécies conhecidas de vegetais, 44 de peixes, 242 de aves e 76 de mamíferos. Além dessa diversidade de espécies, o parque protege dez tipos diferentes de vegetação do Cerrado e é um local onde há diferentes formações geológicas, incluindo áreas de origem desértica e marinhas. Por esse motivo, fala-se que a Chapada dos Guimarães já foi mar e deserto ao longo de milhões de anos, informou o ICMBio.

A paisagem mais conhecida do parque nacional é a Cachoeira do Véu de Noiva, formada pelo Rio Coxipó. Outros locais conhecidos são o Morro de São Jerônimo, as veredas do Rio Claro, a Cidade de Pedra e o Circuito das Cachoeiras. 

0 Shares
You May Also Like