InfoGripe indica queda na tendência de aumento de SRAG em crianças

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O Boletim InfoGripe, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado hoje (8), aponta para a interrupção ou a queda em diversos estados na tendência de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) entre crianças e adolescentes. Nesse grupo, havia sinais de aumento de ocorrências nas últimas semanas.

Segundo a Fiocruz, os dados referentes aos resultados laboratoriais por faixa etária continuam indicando para amplo predomínio do vírus Sars-CoV-2, especialmente na população adulta.

O pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe, explicou que os dados laboratoriais não sugerem que o aumento de incidência de SRAG na população infantil tenha sido causado por internações decorrentes da covid-19.

“Por se tratar de crescimento restrito ao público infantil, temporalmente associado ao retorno escolar após o período de férias, é possível que esse crescimento esteja ligado a vírus respiratórios comuns ao ambiente escolar”, disse.

Nas últimas quatro semanas epidemiológicas, a prevalência entre os casos como resultado positivo para vírus respiratórios foi de 3,4% para influenza A; 0,2% para influenza B; 6,5% para vírus sincicial respiratório (VSR); e 68% para Sars-CoV-2 (covid-19). Entre os óbitos, a presença desses mesmos vírus entre os positivos foi de 0,9% para influenza A; 0,0% para influenza B; 0,9% para VSR; e 93,4% para Sars-CoV-2.

“O estudo mostra sinal de queda nas tendências de longo (últimas sei semanas) e curto prazo (últimas três semanas). A curva nacional vem apontando para patamar inferior ao observado no mês de abril, até então o mais baixo desde o início da epidemia de Covid-19 no Brasil”, diz a Fiocruz.

0 Shares
You May Also Like