Iniciativa do deputado Virmondes Cruvinel, Casa de Leis homenageou os 60 anos da Eseffego na noite dessa 4ª-feira, 26

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Por iniciativa do deputado Virmondes Cruvinel (UB), a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) realizou na noite dessa quarta-feira, 26, sessão solene extraordinária para entrega de Certificado de Mérito Legislativo em comemoração aos 60 anos da Escola Superior de Educação Física e Fisioterapia de Goiás (Eseffego). A cerimônia teve lugar no plenário Iris Rezende, do Palácio Maguito Vilela. 
Na oportunidade, o tenente-coronel da Polícia Militar Gustavo Macedo Fregonezi recebeu a Medalha do Mérito Legislativo Pedro Ludovico Teixeira. E mais de 100 pessoas ligadas à Eseffego receberam Certificados de Mérito Legislativo pelos relevantes serviços prestados ao  estado. 
Mesa de trabalhos 
Compuseram a mesa do evento, além de Virmondes na presidência, o reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Antônio Cruvinel Borges Neto; o coordenador da Escola de Educação Física da UEG, Vilmon de Moura Martins; o tenente-coronel Fregonezi; e a diretora do Instituto de Ciências, Saúde e Biologia da UEG, Michele de Oliveira. 
Virmondes frisou que é importante reconhecer toda a história construída ao longo dos anos pelos mestres em nossa caminhada. “Reconhecer isso hoje num momento breve, mas oportuno para realçar compromissos. Dia de celebrar a história da Eseffego, que começou na década de 1960 e, desde então, se apresenta como uma referência. É um momento de desafios, mas é o momento de reforçar o papel democrático e fazer com que a pauta da educação superior seja prioridade na Alego nos próximos quatro anos. A educação transforma.”  
O reitor Antônio Cruvinel Borges Neto agradeceu pela honraria recebida. “A Eseffego é um patrimônio que merece ser homenageado. Agradeço a todos que desempenham sua função dentro desta universidade e fazendo com que a UEG tenha orgulho. É o momento de nos alegrar e celebrar o papel dessa instituição. Agradeço a cada um que passou por essa história.”  
O professor da UEG Paulo Roberto Veloso Ventura contou detalhes sobre a história da formação da Eseffego e tratou da relevância do quadro docente da instituição. “A UEG busca luminosidade que possa dar clareza aos seus caminhos, sempre revendo seu regimento e estatuto. A universidade ganhou credibilidade ao longo da sua história. Ainda assim, não podemos deixar de fazer um registro crítico ao atual governo, pois não temos o respeito da Secretaria de Esporte e Lazer. Vida longa a Eseffego, força na luta!”, disse.  
Também fez uso da palavra o coordenador da Escola de Educação Física da UEG, Vilmon de Moura Martins. “Temos muito o que comemorar. Mesmo com todos os problemas que passamos todos os dias, nossos egressos têm sucesso.”  
Por fim, a diretora Michele de Oliveira fez seu pronunciamento na tribuna. “Cada dia é uma conquista. É tempo de termos esperança”, afirmou.  
Eseffego 
A criação da escola foi parte do plano de metas durante a gestão do governador Mauro Borges (1961-1964), que tinha a prática desportiva como modificador social. A escola poderia, também, contribuir para a formação profissional na área, num momento de efervescência econômica no estado. Além disso, proporcionaria um espaço de lazer e recreação para crianças e adolescentes, evitando a reincidência da delinquência juvenil. 
Em 22 de outubro de 1962, pela Lei nº 4.193, foi criada oficialmente a Escola de Educação Física do Estado de Goiás, destinada à formação de professores. Quase um ano depois, a Lei nº 4.640 de 8 de outubro de 1963 criou a Escola Superior de Educação Física do Estado de Goiás (Esefego), uma entidade autárquica jurisdicionada à Secretaria Estadual de Educação e Cultura. Futuramente, em 27 de fevereiro de 1996, através do decreto federal nº 64.139, a Esefego foi reconhecida como Escola Superior. 
A introdução do curso de fisioterapia na escola aconteceu em 1994, mas foi reconhecido pelo o Conselho Estadual de Educação somente em abril de 2000, através do decreto estadual nº 5.219. Passando a ser reconhecida como Eseffego. Pouco antes, em 1999, tinha passado a integrar a Universidade Estadual de Goiás (UEG) e até hoje desempenha seu papel social, ofertando conhecimento em educação física e fisioterapia. 

0 Shares
You May Also Like