19 de Aug de 2018 - Jornal em tempo real
 

...

...

 Universitário que levou tiro após sofrer sequestro tem braço amputado - Jornal Brasil em Folhas - Mobile
Universitário que levou tiro após sofrer sequestro tem braço amputado

O estudante de música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Alessandro Silva Ribeiro teve o braço esquerdo amputado após ser ferido com um tiro de fuzil durante um sequestro relâmpago na madrugada de hoje (3) em Vicente Carvalho, zona norte do Rio, após deixar a universidade, na Ilha do Fundão. O seu veículo foi alvejado por policiais militares em troca de tiros com os sequestradores.

A vítima foi abordada por dois homens armados, que o fizeram refém. De acordo com a PM, os criminosos anunciaram o assalto na altura do metrô de Vicente de Carvalho e seguiram com o universitário sequestrado até a Vila da Penha. Na fuga, os criminosos usaram a pista exclusiva do BRT para fugir, o que chamou a atenção da polícia

A Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fé e Sereno informou que os militares participavam de uma blitz de abordagem e revista na Avenida Brás de Pina, quando um veículo passou pela operação em alta velocidade.

Unidades da PM iniciaram um cerco na região e, quando avistados, os criminosos atiraram contra as viaturas da PM, quando teve início um confronto. Na ação, um criminoso foi detido ao tentar fugir. Outro foi ferido e levado para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Para o mesmo hospital, foi levado também o estudante da UFRJ ferido por um tiro de fuzil no braço esquerdo, onde foi operado e teve o braço esquerdo amputado. No carro da vítima, foi encontrado um revólver usado pelos criminosos.

A assessoria da Polícia Militar não esclareceu se o tiro de fuzil que atingiu o universitário teria sido disparado pelos militares.

A Polícia Civil informou, em nota, que o caso foi registrado na Central de Garantias Norte. Os dois criminosos foram identificados como Anderson Silva de Oliveira e Lucas Brites Tavares Souza, presos em flagrante por roubo qualificado devido a restrição da liberdade e concurso de pessoas, além do emprego de arma de fogo. Anderson de Oliveira foi detido pelos militares, sem ser ferido no confronto.

O outro assaltante, Lucas Brites Tavares Souza, ficou ferido e está internado sob custódia policial no Hospital Getúlio Vargas. Lucas teria deixado o sistema prisional há apenas três dias.

Edição: Davi Oliveira





© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A
CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212

VERSÃO WEB