19 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real
 

...

...

 Preso no Rio negociador de arma de guerra apreendida pela polícia - Jornal Brasil em Folhas - Mobile
Preso no Rio negociador de arma de guerra apreendida pela polícia

Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas prenderam hoje(29), no Rio de Janeiro, Aryel Wolf Gang Ramos de Andrade, de 27 anos. Segundo os agentes, ele é apontado como o principal negociador da metralhadora Browning ponto 50, apreendida pela polícia na Barra da Tijuca, no dia 20 deste mês.

Na ocasião, dois homens foram detidos. A arma é capaz de furar a blindagem de um carro-forte e aeronaves, mede 1,68 metro e pesa 38 quilos. Ela dispara de 400 a 600 tiros por minuto, tendo uma precisão que alcança 1,5 km.

Aryel Andrade foi localizado em uma casa no bairro da Freguesia, em Jacarepaguá, após vários dias de investigação. Contra ele constam diversas anotações criminais, incluindo roubos a caixas eletrônicos.

De acordo com o delegado Delmir Gouveia, o armamento seria levado para o Rio Grande do Sul e usado para assaltar veículos de transporte de valores.

“Nós tínhamos a informação de que ele estaria escondido nas comunidades da Rocinha e da Cidade de Deus. Soubemos que nos últimos dias ele estava na Cidade de Deus e só se movimentava durante a noite. Fizemos um revezamento das turmas e vimos ele saindo de madrugada para o bairro da Freguesia. Esperamos o dia clarear e efetuamos a prisão”, contou o policial.

Delmir Gouveia disse, ainda, que Aryel, por ser muito forte, reagiu à prisão, entrando em luta corporal com os agentes, mas acabou dominado. “Ele foi levado para a delegacia onde foi autuado por resistência e dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça”.

O policial disse que a prisão de Aryel é muito importante porque “ele tem diversas passagens por roubos a instituições financeiras e arrombamento de caixas eletrônicos com o uso de explosivos no Rio.

“Ele é ligado ao Comando Vermelho e essa metralhadora seria empregada em vários roubos a carros de entrega de valores no Rio Grande do Sul, devido ao seu alto poder ofensivo, mas com a retirada da arma de circulação, conseguimos evitar uma série de ações”, finalizou o delegado.

Edição: Kleber Sampaio





© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A
CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212

VERSÃO WEB