25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real
 

 Parentes de vítimas do Flamengo participam de mediação na Justiça - Jornal Brasil em Folhas
Parentes de vítimas do Flamengo participam de mediação na Justiça

Parentes dos dez atletas do Flamengo mortos e dos três feridos na tragédia do Ninho do Urubu participam, na tarde de hoje (21), de uma audiência de mediação no Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro.

A reunião ocorre após a tentativa frustrada de acordo entre as famílias e o Flamengo, que ofereceu valores iniciais entre R$ 300 mil e R$ 400 mil e mais um salário mínimo mensal por 10 anos por atleta morto. Segundo o Flamengo, houve duas propostas posteriores, mas que não constaram em ata, que ficaram entre R$ 750 mil e R$ 1 milhão.

A audiência é feita pelo desembargador Cesar Cury, do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec). Participam representantes do Ministério Público (MP), da Defensoria Pública e do Ministério Público do Trabalho (MPT), além dos advogados de cada família.

É uma situação bastante difícil, muito complexa e sem precedentes. A mediação é uma boa opção ao processo judicial. Num processo judicial o juiz tem que dar uma decisão. Talvez agradasse a uns e desagradasse a tantos outros. Além do que o processo judicial tende a ser muito mais demorado do que um processo de mediação que pode se resolver em poucas semanas. O processo judicial pode se eternizar e frustrar qualquer reparação às famílias das vítimas, disse Cury. Segundo ele, a expectativa é que o processo dure até dois meses.

*Matéria ampliada às 16h25

Edição: Lílian Beraldo





© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A
CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212

VERSÃO WEB