Marlúcio volta a dizer que vai votar contra o aumento da tarifa de ônibus

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Mesmo após o Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) ter aprovado as contas apresentadas pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) para o reajuste da nova tarifa de ônibus em Goiânia e região metropolitana, o deputado Marlúcio Pereira (PSB), voltou a divulgar na imprensa e em suas redes sociais, que vai votar contra o aumento. Ele representa a Assembleia Legislativa na Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), que autoriza o reajuste e deve analisar os cálculos nos próximos dias.
Segundo os cálculos, a expectativa é de que o novo valor, que atualmente é R$ 3,70, chegue a R$ 4. No ano passado, o deputado votou contra o reajuste e ainda não vê explicação para tal aumento. “Não vemos melhoria alguma no sistema, não houve a troca da frota, os pontos de ônibus estão precários, em alguns lugares eles sequer existem, e as pessoas são transportadas como gado”, defende o parlamentar.
Nos últimos dias, o deputado iniciou visitas a terminais e pontos de ônibus em Aparecida e Goiânia e constatou de perto o caos do sistema. “Depois que estamos vendo tudo de perto, é inadmissível falar em reajuste agora. Primeiro é preciso haver uma melhora significativa”, acrescenta.
Pesquisa
Pesquisa realizada pelo Ministério Público em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG), revela bem a insatisfação dos usuários do transporte coletivo na Grande Goiânia. De zero a cinco, a nota para os transportes de Goiânia e região metropolitana é 2,85. “Isso demonstra o quanto o serviço é ruim, por isso que mesmo sendo voto vencido na CDTC, vamos votar contrário a este absurdo”, finaliza Marlúcio.
Com a #diganaoaoreajuste, o deputado também iniciou uma campanha em suas redes sociais, onde convida os usuários a dizerem “não” ao aumento da tarifa. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 29009

0 Shares
You May Also Like