Mutirão contra a dengue recolhe 12 mil pneus em Aparecida

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Como parte do trabalho contínuo de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e zika, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Aparecida realiza um mutirão para recolhimento de pneus nestas quarta e quinta-feira, 16 e 17 de novembro. O objetivo é evitar o surgimento e destruir criadouros já existentes do mosquito e promover a destinação sustentável do material recolhido. Os trabalhos são gerenciados pela Coordenadoria de Vigilância Ambiental e os pneus recolhidos serão encaminhados para a empresa Reverso Reciclagem de Pneus Ltda.

“Acompanho sempre o trabalho do pessoal da Saúde no combate à dengue. Nesses dois dias as equipes vão percorrer toda a cidade, com foco nas borracharias, avenidas, terrenos baldios e praças em busca de pneus, sejam guardados ou descartados incorretamente. É um trabalho de limpeza e conscientização que não acaba nunca e peço a colaboração de todas as pessoas em Aparecida para não deixar água acumulada nem numa tampinha de garrafa. Juntos podemos conter a dengue e salvar vidas”, conclama o prefeito Vilmar Mariano.

Como solicitar o serviço

“Esse mutirão envolve mais de 30 profissionais e nove veículos, como caminhões e caminhonetes, partindo da Avenida Atlântica (Setor Goiânia Park Sul) para fazer uma varredura no município. Lembro à população que todos podem contribuir solicitando o serviço de coleta de pneus pelo telefone 3545-4819. Esse material é um grave problema ambiental por levar mais de 500 anos para se decompor e também é um desafio para a Saúde Pública por poder conter água parada tornando-se uma maternidade para o Aedes Aegypti”, afirma o secretário de Saúde Alessandro Magalhães.

Nesse sentido, a superintendente de Vigilância em Saúde, Daniela Fabiana Ribeiro, argumenta que os “os pneus são o terceiro principal criadouro do mosquito transmissor da dengue e por isso preocupam tanto as autoridades de Saúde Pública. Em qualquer posição que sejam deixados, podem conter água. Agora estamos intensificando todas as atividades desse combate devido ao início do período chuvoso, época em que aumentam os locais propícios para que as fêmeas do Aedes depositem seus ovos”.

Bons exemplos

No início do mutirão, na manhã desta quinta-feira, 17, duas borracharias no Setor Buriti Sereno foram consideradas pelas equipes da Vigilância Ambiental como exemplos de boas práticas do descarte adequado de pneus. Nos dois estabelecimentos, os responsáveis disseram já ter o hábito de guardar esse material para ser recolhido pelas equipes da Saúde. Cleiton Rosa Botelho, proprietário há cinco anos da Borracharia Atlântico, entregou dezenas de pneus que estavam acondicionados no local e elogiou a iniciativa: “Essa coleta é ótima, já fico esperando eles virem, é uma coisa que nos ajuda demais e deixa a cidade mais limpa”.

Já Edgar Carvalho da Silva, dono da Borracharia do Gordão há 6 anos, contou que “as equipes passam aqui mais ou menos a cada dois dias então vou juntando para eles buscarem. Nem dá tempo de acumular muitos pneus. Eles estão sempre por aqui ajudando a gente, recolhendo e levando as carcaças. É importante esse trabalho da Prefeitura e acho bom demais poder contribuir com o combate à dengue em Aparecida. Quanto mais a gente puder evitar as doenças, melhor.

Números da dengue em Aparecida

O coordenador de Vigilância Ambiental, Iron Pereira, informa que, segundo o último boletim da SMS, referente à semana epidemiológica 43, somente neste ano já foram notificados 24.714 casos de dengue na cidade: “Os números indicam um acréscimo de 118% no número de casos notificados se comparado ao ano de 2021, e comprovam que estamos agindo corretamente em nos mantermos permanentemente em alerta. Aproveito para reforçar que a sociedade em peso precisa contribuir com esse enfrentamento que exige de cada um de nós responsabilidade social e respeito pela vida”.

Iron Pereira destaca que as pessoas devem impedir que recipientes como garrafas, copos, latas, vasos de plantas e pneus armazenem água da chuva, além de manter as calhas limpas e as caixas d’água cobertas. “Cuidem de seus imóveis e espalhem a conscientização ambiental e cidadã para amigos, vizinhos, colegas de trabalho e familiares”, enfatiza o coordenador.

0 Shares
You May Also Like