Operação apreende fuzil na casa de candidato a vice-governador do RJ

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Durante a Operação Anáfora, deflagrada ontem (1º) pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União (CGU), foi apreendido um fuzil na casa do ex-prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis. O político concorre a vice-governador na chapa de Cláudio Castro, atual governador do Rio de Janeiro.

A operação apura suposto favorecimento em contratos na área de saúde com uma cooperativa de trabalho pelo município da baixada fluminense, no valor total de R$ 563,55 milhões em pouco mais de dois anos. Foram cumpridos 27 mandados de busca e apreensão nos municípios de Duque de Caxias, Maricá, Angra dos Reis, Mesquita, Niterói, Nova Iguaçu e na capital.

Em nota, Washington Reis, esclareceu que a arma longa (fuzil calibre 556) encontrada no veículo utilizado pela equipe de segurança está acautelada oficialmente, protocolada e legalizada junto à Polícia Militar.

“O armamento foi liberado para uso da escolta policial do deputado estadual Rosenverg Reis, através de ofício encaminhado à Secretaria de Estado de Polícia Militar, para proteção do parlamentar durante o período de campanha eleitoral quando, historicamente, a Baixada Fluminense apresenta elevação nos índices de violência”.

Rosenverg é irmão de Washington Reis. A nota informa que os dois viajaram juntos na quarta-feira (31).

“Após viagem, na noite da última quarta-feira, quando Washington Reis e Rosenverg Reis estiveram no município de Porto Real, acompanhados da equipe de segurança, um dos veículos da mesma apresentou pane mecânica e o armamento e a equipe foram deslocados para o veículo onde o fuzil foi encontrado nesta quinta-feira pela manhã”.

A Polícia Federal não divulgou balanço da Operação Anáfora.

0 Shares
You May Also Like