Palmeiras rescinde contrato com o zagueiro Renan

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O Palmeiras rescindiu o contrato com o zagueiro Renan, que foi preso em flagrante no dia 22 de julho sob acusação de atropelar e matar um motociclista de 38 anos de idade em um acidente de carro em Bragança Paulista.

O jogador de 20 anos estava emprestado até o final da temporada ao Bragantino, equipe que também encerrou o vínculo com Renan.

A informação foi confirmada pela assessoria do atleta nesta terça-feira (2): “O atleta Renan, através de sua assessoria, informa que foi comunicado, na última sexta-feira [29], da rescisão do contrato pelo Red Bull Bragantino, bem como no sábado [30] pela Sociedade Esportiva Palmeiras. O atleta está concentrado em sua defesa e na tentativa de retomar a sua carreira, e refuta qualquer descumprimento de contrato, tanto em relação ao Red Bull, como em relação ao Palmeiras”.

Um dia após a prisão, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) concedeu liberdade provisória ao zagueiro, mas com a condição de o jogador pagar uma fiança no valor de 200 salários mínimos, em torno de R$ 242 mil.

O acidente aconteceu na Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira, no bairro Quinta da Baronesa, em Bragança Paulista (SP). Renan foi detido por homicídio culposo e passou a noite na cadeia pública de Piracaia (SP), cidade vizinha. Na decisão referente à audiência de custódia, foi informado que o zagueiro não possuía permissão para dirigir e estava conduzindo “sob a influência de álcool”. As imagens da tragédia mostram que o defensor estava com o carro na contramão.

0 Shares
You May Also Like