Plataformas de mineração do MME são contempladas com Selo da Modernização do Estado

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Plataformas on-line desenvolvidas pelo Ministério de Minas e Energia foram contempladas com o Selo da Modernização do Estado na categoria Bronze, como parte da Política Nacional de Modernização do Estado (PNME). Foram premiados: Anuário Estatístico do Setor Metalúrgico; Anuário Estatístico do Setor de Transformação de Não metálicos; e Monitoramento de Barragens de Mineração no Brasil. 

As ferramentas foram desenvolvidas pela Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM) do Ministério de Minas e Energia na linguagem Business Intelligence (BI). O conteúdo plataformas serve como subsídio para estudos e trabalhos realizados por analistas do governo, técnicos, acadêmicos e pesquisadores. 

O PNME tem como finalidade direcionar esforços governamentais para aumentar a eficiência e modernizar a administração pública, a prestação de serviços e o ambiente de negócios, para melhor atender às necessidades dos cidadãos. Instituído pelo Decreto nº 10.609, de 26 de janeiro de 2021, o objetivo do Selo da Modernização é reconhecer iniciativas de modernização e incentivar instituições a participar da Agenda Nacional para Modernização do Estado. 

Anuário Estatístico 2022 – Setor Metalúrgico 

O Anuário do Setor Metalúrgico está na 28ª edição e consolida dados do setor em cinco importantes segmentos: siderurgia, ferro-gusa, ferroligas, não ferrosos e fundição, abrangendo o período entre 2017 e 2021. 

Anuário Estatístico 2022 – Setor de Transformação de Não Metálicos 

O Anuário de Não Metálicos está na 17ª edição e contempla treze importantes segmentos de transformação de bens minerais não metálicos: cimento, cerâmica vermelha, cerâmica de revestimento, vidro, cal, gesso, louças sanitárias e de mesa, fertilizantes e agrominerais, rochas ornamentais, gemas, joias e afins e refratários. 

Monitoramento de Barragens de Mineração 

O Monitoramento de Barragens de Mineração tem como objetivo disponibilizar e apresentar o quantitativo de barragens de mineração no Brasil. O monitoramento apresenta dados como: evolução da execução de vistorias de barragens de mineração pela ANM; campanha de entrega de declaração de condição de estabilidade (DCE); enquadramento na política nacional de segurança de barragens (PNSB); quantitativo em relação ao método construtivo, quantitativo em relação ao nível de emergência. 

O monitoramento apresenta também a evolução dos indicadores de segurança de barragens de rejeitos de mineração, expressos pelos critérios de Categoria de Risco (CRI) e Dano Potencial Associado (DPA); além do panorama da situação atual das barragens alteadas pelo método de montante existentes no Brasil, cadastradas no Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens de Mineração (SIGBM) e do andamento de seus respectivos processos de descaracterização. 

Acesse aqui as plataformas. 

Com informações do Ministério de Minas e Energia

0 Shares
You May Also Like