Prefeitura do Rio retoma atendimento do CadÚnico, atingido por ataque

0 Shares
0
0
0
0
0
0

A prefeitura do Rio retomou hoje (5) o atendimento do Cadastro Único para Programas Sociais Federais (CadÚnico) nos 47 centros de Referência de Assistência Social (Cras). O serviço estava fora do ar por causa do ataque cibernético criminoso ao Datacenter da capital, percebido pela administração municipal, na madrugada do dia 15 de agosto e que atingiu outros tipos de atendimento à população.

De acordo com a prefeitura, a volta do atendimento foi possível após a Secretaria de Assistência Social (SMAS) adotar um plano de contingência para atender aos cidadãos.

“Como todos os equipamentos usados para as inscrições no CadÚnico ficaram inutilizados, em caráter de emergência a Secretaria de Assistência Social alugou 200 computadores para reiniciar o atendimento aos que procuram programas federais de transferência de renda. Por causa das limitações impostas pelo número de máquinas, neste reinício, cada Cras terá a capacidade de atender 60 pessoas diariamente”, informou.

Segundo a prefeitura, o atendimento corresponde a 2.820 cadastramentos nos 47 centros de Assistência Social diariamente, que resultarão em 14.100 inscrições no CadÚnico em toda a rede da SMAS, nos cinco dias da semana, ou a 62.040 cadastros durante um mês. O horário de atendimento do Cras é das 8h às 17h.

O esquema de atendimento prevê também polos especiais de cadastramento que vão funcionar aos sábados (dias 17 e 24 deste mês). “Na tentativa de fornecer o melhor atendimento possível à população, apesar das consequências ainda sofridas pelo ataque hacker, excepcionalmente, oito polos especiais de cadastramento funcionarão em dois sábados (17/9 e 24/9) nas áreas de maior demanda”. Os endereços desses polos serão divulgados ao longo da semana. No próximo sábado (10) não será possível fazer o cadastramento porque o sistema online nacional do CadÚnico estará fora do ar.

0 Shares
You May Also Like