Presidente da Câmara foi o primeiro chefe de poder se pronunciar sobre a vitória de Lula

0 Shares
0
0
0
0
0
0
Reprodução/YouTube
Lira (C) concede a entrevista ao lado de Barros (E) e Fufuca (D)

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi o primeiro chefe de poder a parabenizar o presidente eleito neste domingo, Luiz Inácio Lula da Silva.

Lira parabeniza Lula pela vitória e reafirma necessidade do diálogo

O resultado do segundo turno foi confirmado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às 19h57 deste domingo (30), quando 98,81% das urnas já tinham sido apuradas. Imediatamente, às 20 horas, Lira fez um pronunciamento reconhecendo a eleição e afirmando que “a vontade da maioria jamais deverá ser contestada e seguiremos em frente na construção de um País soberano”.

No discurso, Lira estava acompanhado de líderes partidários. Estavam presentes no momento do pronunciamento o líder do governo, deputado Ricardo Barros (PP-PR), o relator-geral do orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), e o líder do PP, deputado André Fufuca (PP-MA).

“Tudo que for feito daqui para frente tem que ter um único princípio: pacificar o País e dar melhor qualidade de vida ao povo brasileiro”, afirmou o presidente.

Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, acompanhou a apuração no TSE e também se pronunciou após a proclamação dos resultados, por volta das 22 horas.

“Expresso reconhecimento do resultado das eleições no Brasil, de forma plena, absoluta e insuscetível de quaisquer questionamentos. Eu saúdo todos os candidatos que disputaram as eleições de primeiro e de segundo turno. Todos eles vitoriosos ou derrotados contribuíram para a construção democrática”, afirmou Pacheco.

TSE e STF

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes, também se pronunciou após 100% das urnas serem apuradas. Por volta das 21 horas, Moraes defendeu o processo eleitoral e as urnas eletrônicas. Ele disse ainda que ligou para o presidente eleito e para o candidato derrotado.

“Urnas eletrônicas são patrimônio nacional e espero que, a partir dessa eleição, finalmente cessem as agressões ao sistema eleitoral, cessem os discursos fantasiosos, as notícias fraudulentas, as notícias criminosas contra as urnas eletrônicas, porque quem novamente atestou a credibilidade das urnas eletrônicas foi o povo brasileiro”, disse Moraes.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, também discursou e pediu união e respeito às instituições. “Conclamo a todos amplo esforço coletivo e que nele nos irmanemos, brasileiros e brasileiros, em prol da união, do respeito e do fortalecimento das nossas instituições, em busca da paz, do desenvolvimento econômico e social e dos avanços civilizatórios que todos almejamos”, disse a magistrada.

0 Shares
You May Also Like