Reino Unido emite primeiro alerta de calor extremo

0 Shares
0
0
0
0
0
0

A meteorologia britânica emitiu seu primeiro alerta vermelho de calor extremo para partes da Inglaterra nas próximas segunda (18) e terça-feira (19), quando as temperaturas devem atingir recordes, provocando um nível de alerta de emergência nacional.

Grande parte da Europa está sofrendo com uma onda de calor que elevou as temperaturas para cerca de 40 graus Celsius (°C) em algumas regiões, com incêndios florestais afetando Portugal, Espanha, França e Croácia nesta quinta-feira (14).

A temperatura mais alta já registrada no Reino Unido foi 38,7°C no Jardim Botânico da Universidade de Cambridge em 25 de julho de 2019. O Met Office disse que agora prevê temperaturas de 40°C pela primeira vez no Reino Unido.

“Temperaturas excepcionais, talvez recordes, devem ocorrer no início da próxima semana”, disse o meteorologista-chefe do Met Office, Paul Gundersen, prevendo 50% de chance de temperaturas acima de 40°C e 80% de chance de uma nova temperatura máxima ser atingida.

“As noites também devem ser excepcionalmente quentes, especialmente nas áreas urbanas”, afirmou ele, em comunicado. “Isso provavelmente levará a impactos generalizados nas pessoas e na infraestrutura.”

Paralelamente, a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido aumentou o alerta de saúde sobre calor ao nível 4 na Inglaterra para a semana que vem, usado quando uma onda de calor é tão grave ou prolongada que seus efeitos se estendem além do sistema de saúde e assistência social.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

0 Shares
You May Also Like