RJ: operação combate corrupção em plano de saúde de servidores

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Foi deflagrada na manhã de hoje (10) a Operação Glosa, da Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF). O objetivo é desarticular uma organização criminosa que teria cobrado propina de empresários do ramo hospitalar e favorecido pagamentos, entre 2014 e 2019, na gestão de operadora de plano de saúde para servidores públicos.

Cerca de 40 agentes cumprem nove mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, em endereços na capital e em Petrópolis, na região serrana.

De acordo com a investigação, a organização agilizava pagamentos aos hospitais, deixava de glosar valores indevidos e facilitava reajuste nas tarifas praticadas com os hospitais integrantes do esquema, em troca do pagamento dos valores exigidos.

A estimativa é que, nesses cinco anos, o prejuízo causado pelas operações irregulares na gestão do plano de saúde chegue a R$ 664 milhões de reais. A justiça federal autorizou o sequestro de bens até este montante.

De acordo com a Polícia Federal, os investigados podem responder pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

0 Shares
You May Also Like