São Paulo: sete escolas de samba fecham os desfiles do Grupo Especial

0 Shares
0
0
0
0
0
0

Sete escolas de samba participam do desfile no segundo dia de apresentações do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo, começando às 22h30 da noite deste sábado (23) e seguindo pela madrugada de domingo (24), no Sambódromo do Anhembi. Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Águia de Ouro, Barroca Zona Sul, Rosas de Ouro e Império de Casa Verde entram na avenida.

Os desfiles do Grupo Especial começaram na noite de ontem (22), também com sete agremiações: Acadêmicos do Tucuruvi, Colorado do Brás, Mancha Verde, Tom Maior, Unidos de Vila Maria, Acadêmicos do Tatuapé e Dragões da Real.

Desfile da Escola de Samba Colorado do Brás, com o enredo Carolina – A Cinderela Negra do Canindé, no sambódromo do Anhembi. – Rovena Rosa/Agência Brasil

O prefeito Ricardo Nunes, que participou da abertura do evento, avaliou que este é um momento de muita emoção. “E o nome do carnaval deste ano tem tudo a ver: Carnaval da Vida. Estamos todos vacinados, sem máscara, os índices [de casos de covid-19] estão bons. O carnaval é patrimônio da cidade de São Paulo, que é a capital da vacina. Em resumo, é muita felicidade, muita alegria”, disse.

Para sexta-feira (29) está marcado o Desfile das Campeãs com a participação de oito agremiações: a campeã do Grupo de Acesso II, a primeira e a segunda colocadas do Grupo de Acesso I, além das cinco primeiras do Grupo Especial.

Carnaval de rua

A prefeitura anunciou que, no mês de julho, será realizada uma grande festa de carnaval de rua. Segundo Nunes, os grandes blocos foram muito conscientes e aceitaram o apelo da prefeitura de não desfilarem agora.

“Estamos tendo pequenos movimentos nos bairros, sem nenhum problema até agora. É um movimento totalmente natural dentro do processo, o que nos dá uma responsabilidade ainda maior, junto com a secretária [municipal] de Cultura, Aline Torres, e do governador, Rodrigo Garcia, de promover uma grande festa de carnaval de rua em 16 e 17 de julho”, disse Ricardo Nunes, conforme nota divulgada pelo município.

Transporte

A empresa SPTrans, responsável pelos ônibus da capital paulista, montou um esquema especial de transporte para atender ao público dos desfiles. Duas linhas de ônibus especiais foram ativadas para facilitar o deslocamento do público ao evento, ligando o Sambódromo às estações Tietê e Barra Funda do Metrô.

0 Shares
You May Also Like