Zelenskiy diz que Europa precisa evitar divisão

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, pediu hoje (25) aos europeus que permaneçam unidos contra a guerra da Rússia e limitem severamente o preço do petróleo russo.

“Não há divisão, não há cisma entre os europeus e temos que preservar isso. Essa é nossa missão número um este ano”, disse Zelenskiy em discurso, por vídeo, para uma conferência na Lituânia.

Notícias relacionadas:

Ataques de mísseis russos forçam Ucrânia a fechar usinas nucleares.Hackers pró-Rússia bloqueiam site do Parlamento da UE por duas horas.Ucranianos sofrem com frio e escuridão; presidente pede ajuda à ONU.“A Europa está ajudando a si própria. Não está ajudando a Ucrânia a enfrentar a Rússia, está ajudando a Europa a enfrentar a agressão russa”, acrescentou.

Grande parte da Ucrânia permanece sem aquecimento ou energia, depois dos ataques aéreos russos mais devastadores contra sua rede de energia até agora, e, em Kiev, os moradores foram alertados para se preparar para novos ataques e estocar água, comida e roupas quentes.

Os governos da União Europeia (UE) permaneceram divididos nessa quinta-feira sobre em que nível limitar os preços do petróleo russo para reduzir a capacidade de Moscou de pagar pela guerra. Zelenskiy pediu aos líderes da UE que estabeleçam a proposta mais baixa, de US$ 30.

“Os cortes de preço são muito importantes. Ouvimos [propostas para definir o limite por barril em] US$ 60 ou US$ 70. Essas palavras soam mais como uma concessão [à Rússia]”, disse Zelesnkiy.

“Estou muito grato aos nossos colegas bálticos e poloneses por suas propostas, bastante razoáveis, de fixar esse campo em US$ 30 o barril. É uma ideia muito melhor”, afirmou.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

0 Shares
You May Also Like