Colômbia quer reabrir fronteira com a Venezuela

Redação Redação

O governo da Colômbia quer reabrir de maneira definitiva sua fronteira com a Venezuela, fechada pelo presidente Nicolás Maduro desde agosto de 2015, para evitar que se reproduzam os deslocamentos em massa registrados quando a divisa é aberta temporariamente.

Nos últimos dois fins de semana, dezenas de milhares de venezuelanos cruzaram a fronteira colombiana em busca de alimentos, remédios e outros produtos que estão em escassez em Caracas e outras cidades da Venezuela.
Alfândega da Colômbia registra os cidadãos venezuelanos que entram no país pela Ponte Internacional Simón Bolívar, pra comprar bens de consumo em falta no país

Alfândega da Colômbia registra os cidadãos venezuelanos que entram no país pela Ponte Internacional Simón Bolívar, pra comprar bens de consumo em falta no paísGabriel Barrero/EPA/Agência Lusa

Não se repetirá pela terceira vez aquilo que ocorreu nos dois últimos fins de semana. Devemos trabalhar para que a próxima abertura da fronteira seja definitiva. No próximo fim de semana, não haverá passagem livre, declarou a ministra das Relações Exteriores da Colômbia, María Ángela Holguín.

A chanceler se reuniu em Cúcuta com o governador do estado venezuelano de Táchira, José Vielma Mora, que confirmou que a divisa não será aberta nos dias 23 e 24 de julho. Isso atrasaria as negociações para a reabertura definitiva, disse.

A Venezuela passa por uma grave crise econômica e política que resultou em problemas de abastecimento para a população local, especialmente para sua camada mais pobre. Os moradores reclamam de falta de itens de necessidade básica, como comida, medicamentos e papel higiênico. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 14011

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies