Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Um ano e meio para alcançar o primeiro acordo do Brexit - Jornal Brasil em Folhas
Um ano e meio para alcançar o primeiro acordo do Brexit


Os britânicos agitaram todo o mundo com sua decisão de deixar a União Europeia (UE) em junho de 2016 e, nesta sexta-feira (8), um ano e meio depois, Londres e Bruxelas chegaram a um acordo sobre os termos da separação.

- 2016 -

Britânicos votam a favor do Brexit

Em 23 de junho, 17,4 milhões de britânicos (51,9% dos votos) votaram a favor de acabar com 43 anos de integração na União Europeia.

A libra desaba

O resultado do referendo surpreendeu as Bolsas, que logo se recuperaram. Porém, o golpe à libra foi duradouro e se mantém: desde 23 de junho perdeu mais de 15% do seu valor em relação ao euro e dólar.

Mudança de governo

Em 24 de junho, um dia depois do referendo, o então primeiro-ministro David Cameron, que convocou o referendo e liderou a campanha a favor da continuidade na União Europeia, apresentou a sua renúncia.

Na disputa para sucedê-lo, o rosto mais significativo da campanha pela ruptura com a União Europeia, o ex-prefeito de Londres Boris Johnson, surpreendentemente retirou sua candidatura no último minuto, dando espaço a uma figura de consenso: a ministra do Interior Theresa May.

Recusa judicial

Em 3 de novembro, a Alta Corte ditou que o governo precisava de aprovação parlamentar para iniciar o processo do Brexit.

O tabloide Daily Mail qualificou os juízes como inimigos do povo e o governo apelou.

Em 24 de janeiro de 2017, a Suprema Corte confirmou a sentença, embora tenha declarado que o governo não tinha a obrigação de consultar Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales nas negociações.

- 2017 -

Parlamento apoia o Brexit

Em 13 de março, o Parlamento aprovou a lei que deixava o caminho livre para May iniciar a ruptura com a União Europeia, descartando emendas que pediam para respeitar os direitos dos europeus que moravam no Reino Unido e outra reivindicando uma votação parlamentar sobre o acordo resultante das negociações entre UE e Londres.

Eleições antecipadas

Ansiosa para fortalecer ainda mais a sua posição no Parlamento, May adianta as eleições para 8 de junho e fracassa: vence, mas perde a maioria absoluta e tem que negociar um acordo com os unionistas da Irlanda do Norte do DUP para ganhar o apoio de seus 10 deputados.

Discurso de Florença

Em 22 de setembro, em um discurso em Florença, na Itália, May pede um período de transição de dois anos depois do Brexit para tornar a separação efetiva, e admite que o Reino Unido terá que pagar uma fatura de saída, embora o montante seja alvo de debates com Bruxelas nos meses seguintes.

Brexit tem data: 29 de março de 2019

Em novembro, May fixa a data exata da saída britânica da UE: sexta-feira, 29 de março de 2019, às 23h00 (meia-noite em Bruxelas).

Irlanda, ponto de discórdia

A questão da Irlanda irrompe como o principal obstáculo a um primeiro acordo sobre os termos de separação.

União Europeia e Dublin exigem que a fronteira entre a província britânica da Irlanda do Norte e Irlanda continue sendo de livre trânsito, mas isso não se encaixa com a pretensão britânica de deixar o mercado único e a união aduaneira.

Em 4 de dezembro, quando parecia que Londres concordaria, os unionistas da Irlanda do Norte do DUP torpedeiam o acordo.

Acordo em Bruxelas

Nesta sexta-feira, 8 de dezembro, pouco depois das 06h00 GMT e após longas negociações, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e May anunciam em Bruxelas que chegaram a um acordo sobre os termos da separação.

Juncker declara que recomendará aos 27 países restantes a passar para a segunda fase das negociações de ruptura na cúpula que ocorrerá nos dias 14 e 15 de dezembro.

A segunda fase é aguardada por May e pelos empresários britânicos: a das futuras relações comerciais.

 

Últimas Notícias

Temer sanciona MP 846 e o Brasil tem as apostas esportivas legalizadas
Defesa deve pedir hoje prisão domiciliar para João de Deus
Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212