Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mortes por febre amarela já chegam a 76 em Minas Gerais - Jornal Brasil em Folhas
Mortes por febre amarela já chegam a 76 em Minas Gerais


O número de mortes em decorrência da febre amarela já chegam a 76 em Minas Gerais. Os dados sobre a doença foram atualizados nesta quinta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG). Ao todo, 183 casos foram registrados. A situação pode ser ainda pior, já que outros 404 casos seguem sendo investigados. Os municípios que extrapolarem o teto financeira para internações devido a moléstia serão ressarcidos pelo Estado.

Desde o início do ano, as infecções por febre amarela vêm subindo rapidamente. No primeiro boletim sobre a doença divulgado pela SES, Minas Gerais apresentava duas mortes pela doença. Cinco dias depois, já tinha 13 casos confirmados, sendo seis óbitos, e 10 casos investigados. Em 11 de janeiro, passou para 11 confirmações, nove mortes e seguia 10 notificações em apuração. Já em 15 de janeiro, subiu para 12 casos, 11 óbitos, e 34 registros em investigação.

O boletim seguinte foi divulgado em 17 de janeiro, com 22 casos, 15 mortes, e 46 notificações em apuração. Janeiro terminou com 81 casos confirmados, 36 mortes e 208 casos ainda sendo investigados. Em fevereiro, os números seguem aumentando. O primeiro balanço no mês foi no dia 6, quando 164 casos tinham sido confirmados, 61 óbitos, e 301 exames ainda estavam pendentes. Já nesta quinta-feira, foram incluídos mais 19 casos e 15 mortes. Destaque para os casos investigados, que subiram para 404, alta de 103 em relação ao último levantamento.

A maioria dos casos seguem sendo entre os homens. Do total de confirmações, 167 são do sexo masculino, equivalente a 91,3%. Já as mulheres representam 8,7% dos casos. Foram registradas mortes em pessoas entre 3 e 88 anos, com mediana de idade de 48 anos. A letalidade no período 2017/2018 da doença é de 41,5%.

A cobertura vacinal ainda não atingiu a meta, que é de 95%. Segundo a SES/MG, a estimativa é de 3,2 milhões de pessoas em Minas Gerais sem imunização contra a febre amarela, o que representa 83,3%. A maioria das pessoas que não procuraram os postos de saúde são da faixa etária entre 15 a 59 anos. Entre os 853 municípios do Estado, 37,63% (321) não alcançaram 80% de cobertura vacinal; outros 33,65% (287) dos municípios tem entre 80% e 94,9% de seus moradores vacinados; com mais de 95%, estão 28,72% (245) das cidades mineiras com recomendação de vacina.

Ajuda financeira

Os municípios mineiros que extrapolarem o teto financeiro hospitalar com internações de pessoas com suspeita ou confirmação da doença poderão pedir ajuda ao Estado. A SES publicou uma deliberação no início de fevereiro aprovando o ressarcimento. O limite para cada cidade será de R$ 1,5 milhão. A resolução se aplica aos municípios mineiros que estão localizadas nas Regiões Ampliadas de Saúde Centro, Centro Sul, Lesto do Sul e Sudeste.

O município extrapola o teto financeiro quando realiza mais procedimentos de saúde do que foi pactuado para custeio mensal na Programação Pactuada Integrada (PPI). Na PPI, que é um processo de gestão do Serviço Único de Saúde (SUS), são definidas as ações de saúde para a população de cada cidade. Além disso, são definidos os limites financeiros de cada ente. Para ter direito ao ressarcimento, os prefeitos das cidades terão que apresentar o balanço da produção hospitalar realizada durante o período da deliberação.

 

Últimas Notícias

Michelle Bolsonaro e Marcela Temer visitam o Palácio da Alvorada
STF adia decisão definitiva sobre decreto de indulto natalino
Empresário repassou mansão a Adriana Ancelmo, diz delator
Audiência debate mudanças no currículo dos cursos de engenharia
Presidente eleito se reúne com Mozart Ramos, do Instituto Ayrton Senna
MP quer multar prefeitura de SP por falta de manutenção de viadutos
Criação de emprego formal desacelera 24,6% em outubro, revela Caged
Fábio Ramalho considera normal sua candidatura à presidência da Câmara

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212