Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Livros resgatam história da administração pública em Goiás - Jornal Brasil em Folhas
Livros resgatam história da administração pública em Goiás


O Governo de Goiás lança nesta quarta-feira, dia 21, dois livros históricos que resgatam a história da administração pública no Estado: a Coletânea do Planejamento em Goiás – 1961 à 2018 e Reformas Administrativas nos Últimos 15 Anos. Também será divulgado o Caderno de Entregas e Resultados, que contém os planos de ação dos desafios pactuados pelos municípios goianos e o governo estadual no âmbito da Aliança Municipal pela Competitividade do Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI).

A solenidade será às 14 horas no Auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, na Praça Cívica, em Goiânia, e presidida pelo governador Marconi Perillo. O governo quer reunir todos os ex-governadores e ou seus familiares e representantes. O vice-governador José Eliton, secretários de Estado, prefeitos e autoridades políticas e representantes de entidades de classe e da sociedade estarão presentes.

A Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) é a responsável pelas publicações. O livro Reformas Administrativas – 15 Anos de Transformações no Poder Executivo ficou a cargo da Superintendência de Modernização Institucional. A Coletânea do Planejamento em Goiás – 1961 a 2018 esteve sob a responsabilidade da Superintendência do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos e o Caderno de Entregas e Resultados foi elaborado pela Superintendência de Central de Planejamento.

Coletânea
A Coletânea do Planejamento em Goiás condensa os planos de governos do Executivo nos últimos 57 anos, tendo como marco o governo Mauro Borges (1961-1964) e culminando com o atual mandato de Marconi Perillo. O conteúdo completo está disponível no site do Instituto Mauro Borges (IMB), no endereço http://www.imb.go.gov.br/.

A coletânea se baseia nos conceitos de transparência e disseminação de informações. Os documentos, de grande relevância histórica, estavam dispersos em vários arquivos, bibliotecas ou mesmo em posse de particulares, e estão agora reunidos e poderão ser consultados pela sociedade.

Estudantes, pesquisadores, empresários, organizações não governamentais e a sociedade civil em geral poderão encontrar na Coletânea todo o histórico de planejamento de Goiás. Também há a apresentação de cada Plano de Governo, elaborada pelo próprio coordenador que trabalhou na área ou por pesquisadores.

A Coletânea do Planejamento em Goiás contém os planos de 14 governos: Mauro Borges (1961-1964), Otávio Lage de Siqueira (1966-1970), Leonino di Ramos Caiado (1971-1974), Irapuan Costa Júnior (1975-1978), Ary Valadão (1979-1982), Iris Rezende Machado (2 vezes: 1983-1986 e 1991-1994), Henrique Santillo (1987-1990), Maguito Vilela (1995-1998), Alcides Rodrigues (2007-2010) e Marconi Perillo (4 vezes: 1999-2002, 2003-2006, 2011-2014 e 2015-2018).

A série de planos de governo inicia-se com o Plano de Desenvolvimento Econômico, do governador Mauro Borges, popularmente conhecido como “Plano MB”, que é um marco no planejamento público em Goiás, devido à sua qualidade e completude de informações sociais, econômicas, geográficas, de infraestrutura, de recursos naturais, entre outras. Ao longo das últimas quatro décadas, o Plano MB vem servindo de parâmetros para a elaboração de planejamentos de vários outros governadores.

No livro, de 62 páginas, há uma síntese da história de vida de cada governador e em seguida o resumo do plano de governo. O do governo Mauro Borges é feito pelo professor e pesquisador do CNPq Tadeu Alencar Arrais. O responsável pelas apresentações dos planos de governo Otávio Lage de Siqueira e de Alcides Rodrigues é o engenheiro Oton Nascimento Júnior, que foi secretário de Planejamento e também de Fazenda.

A socióloga Sulamita de Aquino Porto, que atuou na área de planejamento do Governo Estadual por 28 anos, é a responsável pela apresentação do plano de governo de Leonino di Ramos Caiado. Já o ex-governador Irapuan Costa Júnior se encarregou de fazer o resumo do seu próprio plano de governo para o documento. A doutora em história econômica e professora aposentada da UFG, Maria do Amparo Albuquerque Aguiar, resumiu o plano de governo de Ary Valadão para a Coletânea.

O plano de governo de Iris Rezende, em seu primeiro mandato, de 1983 a 1986, foi coordenado pelo economista e ex-secretário de Planejamento e ex-ministro Flávio Reis Peixoto da Silveira. Já no segundo mandato, de 1991 a 1994, o coordenador foi o ex-secretário de Planejamento e ex-prefeito de Inhumas, Irondes José de Morais.

O economista e ex-secretário de Planejamento Fernando Neto Safatle coordenou o plano de governo Henrique Santillo e é o responsável pela apresentação das ações daquela administração na Coletânea do Planejamento de Goiás, elaborada pelo IMB/Segplan.

A apresentação do plano de governo de Maguito Vilela na Coletânea é o próprio ex-governador. Já nos governos Marconi Perillo, em duas gestões (1999-2002 e de 2011 a 2014), está a cargo do economista e ex-secretário de Planejamento e atual deputado federal Giuseppe Vecci. Na gestão de 2003 a 2006 é o advogado e ex-secretário de Planejamento e atual secretário da Casa Civil, José Carlos Siqueira. No atual governo de Marconi, que se encerra este ano, o ex-secretário de Segurança Pública e atual secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita, destaca na Coletânea do Planejamento em Goiás a consolidação de um projeto de Governo.

Reformas
O livro Reformas Administrativas – 15 Anos de Transformações no Poder Executivo – 2003 a 2018 relata as mudanças pelas quais passou a organização estrutural da administração pública estadual. Traz uma completa narrativa com os atos normativos que marcaram as mudanças estruturais neste período, envolvendo a criação, extinção, fusão, desmembramento ou transformação de órgãos e entidades ou de suas estruturas internas, compostas pelas unidades administrativas.

Além de ser documento de consulta, a publicação reflete um período em que o Governo de Goiás sempre buscou se antecipar às necessidades históricas, de forma a apresentar uma estrutura sólida, ágil e capaz de atender às demandas da sociedade.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212