Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Saúde pública de Cuiabá é tema de reunião com vereadores da capital - Jornal Brasil em Folhas
Saúde pública de Cuiabá é tema de reunião com vereadores da capital


Os avanços e os repasses financeiros feitos à saúde pública de Cuiabá foram discutidos pelo governador Pedro Taques e os vereadores da capital no Palácio Paiaguás, nesta sexta-feira (06.04). Na ocasião, o chefe do Executivo elencou as principais ações realizadas para melhorar a saúde no Estado durante os mais de três anos de gestão.

Entre os trabalhos está a obra da nova sede do Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac), construído no terreno do Hospital Regional de Mato Grosso, local abandonado há mais 30 anos em Cuiabá.

O novo Cridac será a primeira parte da Cidade da Saúde que irá reunir unidades de saúde especializadas da capital, segundo o governador, que destacou que o espaço está sendo construído com recurso recuperado nas ações de combate à corrupção e deve ser entregue à população mato-grossense no primeiro semestre deste ano.

Outro avanço destacado por Taques foi a obra do novo Pronto Socorro de Cuiabá. A unidade de saúde será equipada pelo Governo do Estado e terá 258 leitos para atender pacientes da capital e do interior do Estado.

Repasse à saúde

Atualmente, o Governo do Estado repassa para saúde pública de Cuiabá em torno de R$ 8,5 milhões mensal garantindo a estrutura de atendimento à população da capital e do interior do Estado, segundo o assessor especial da Secretaria de Saúde, Wagner Simplício.

“Toda a transferência é realizada para o Fundo Municipal de Saúde. O Governo do Estado não tem contrato direto com hospitais filantrópicos e privados. Transferimos o recurso sempre via fundo, ou seja, quem faz o contrato com o serviço é a prefeitura de Cuiabá”, explicou Simplício.

O assessor disse ainda que o Estado busca equalizar uma dívida com o município referente aos anos de 2016 e 2017. “São dividas feitas por programas que o Governo do Estado criou de transferências não obrigatórias, mas são transferências importantes que dão o suporte e ajuda ao município de Cuiabá para desenvolver a sua saúde pública. Estamos fazendo as transferências a partir do aumento de fluxo que tem no caixa do Governo do Estado”, disse Simplício.

O presidente da Câmara Municipal, Justino Malheiros, classificou a reunião como positiva. “A Câmara não podia se omitir. Vivemos o dia a dia com a sociedade e sabemos o que a nossa população vem sofrendo. Saímos daqui satisfeito com o que ouvimos do Governo”, disse.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212