Deputados analisam medidas provisórias sobre renegociação de dívidas; acompanhe

Redação Redação

A Câmara dos Deputados começa a analisar agora a Medida Provisória 1017/20, que permite a concessão de descontos para empresas quitarem ou renegociarem dívidas perante os fundos de investimento da Amazônia (Finam) e do Nordeste (Finor), prevendo a extinção deles após o cumprimento de suas obrigações.

Criados em 1974, esses fundos são administrados pelos bancos da Amazônia (Basa) e do Nordeste (BnB). A partir de 1991, os financiamentos passaram a ser tomados com a emissão de títulos (debêntures) a favor dos fundos. Entretanto, segundo o governo, com as crises dos anos 90 o índice de inadimplência disparou e chega hoje a 99% num total de R$ 43 bilhões de dívidas perante os fundos, a maior parte composta por juros.​

Acompanhe ao vivo a sessão do Plenário

Mais informações a seguir

Saiba como funcionam as sessões virtuais do Plenário

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies